Campos de Pelada

Em 12 de novembro de 1961, antes mesmo de concluídos, mas já usados pelos peladeiros, um dos campos recebeu a visita de Pelé e Dorval que lá testaram, pela primeira vez, a bola oficial da Copa do Mundo de 1962. Em 13 de fevereiro de 1965, os oito campos ensaibrados do Parque do Flamengo foram oficialmente entregues pelo vice-governador Raphael de Almeida Magalhães à população da cidade. Eles foram projetados sem obedecer às medidas oficiais, propositadamente, para que não servissem a jogos profissionais, mas sim a amadores. Seis deles, menores, medem 60x30m e os dois maiores 80x40m. São, em todo o Parque, o equipamento mais procurado, não sendo suficientes para o enorme público adepto dessa modalidade de esporte, que vêm de toda a cidade.

branco_50x50

Saiba Mais

parque_do_flamengo_campos_de_pelada_1965_b

 

Em 30 de abril de 1966, foi realizado o I Torneio de Peladas Jornal dos Sports-Esso Brasileira de Petróleo, criado pelo jornalista Mário Filho, dono do jornal. O torneio exigiu a instalação de refletores à volta dos campos e contou com a participação recorde de 1.109 equipes, com um total de 16.635 jogadores. Um ano depois foram inauguradas as arquibancadas para a realização do II Torneio,  iniciado em junho. Participaram dessa disputa mais de 1.000 times de futebol de diversas categorias, que levaram aos campos mais de 24 mil jogadores. As partidas, disputadíssimas, se estenderam até dezembro, final do torneio, e atraíram um grande número de espectadores ao Parque do Flamengo. Delas participavam grandes craques do futebol como os campeões mundiais Nilton Santos, Zagalo e o goleiro Castilho.

Os campos de saibro nasceram de uma sugestão do jornalista João Saldanha ao vice-governador que encampou a ideia, pois dessa maneira economizaria recursos já que não precisaria plantar grama, um dos itens mais caros do paisagismo do parque. 

Abertos 24 horas por dia, os campos recebem em torno de 10 mil usuários por semana. Neles são realizados desde campeonatos amadores com repercussão nacional, até a nossa pelada diária sem compromisso. O espaço abriga, também, cerca de dez escolinhas de futebol e grupos que agregam pessoas que não têm times definidos.

Durante muitos anos, em dias chuvosos, os campos ficavam impraticáveis devido à lama que se formava. Em novembro de 2010, ao custo de R$ 2,2 milhões, a prefeitura iniciou uma grande reforma com a colocação de grama sintética, reparo nos alambrados e limpeza das canaletas de drenagem. A partir da reforma, só é permitido jogar de tênis ou descalço, para não danificar a grama. Além das peladas, o espaço abriga cerca de dez escolinhas de futebol, que têm prioridade na reserva dos horários.

Obs: os Campos de Pelada são o item n° 28 da relação anexa ao Processo n° 748-T-64, de Tombamento do Parque.

Localização: Entre o Jardim Sinuoso e o Recreio Infantil Lotta Macedo Soares, no Parque Carlos Lacerda. Em frente ao número 20 da Praia do Flamengo. 

Como Chegar

Esse site é uma iniciativa do Movimento #OCUPAPARQUE mantido pelo Instituto Lotta de Cultura e Recreação.

Aproveite melhor as suas horas de lazer,
vivencie o Parque do Flamengo.

logoocupaparque


Por um parque pra chamar de seu... Participe!

Poste suas fotos do Parque do Flamengo nas redes sociais usando a hashtag #OCUPAPARQUE

Como Reservar

De 1h às 6h da manhã o uso dos campos é livre. Após esse horário é necessário o agendamento prévio. Para isso você precisa de um grupo mínimo de 7 pessoas, sendo duas delas de maior idade para se responsabilizarem pelo uso do campo. Um dos responsáveis deverá comparecer na Administração do Parque em uma segunda-feira, das 9:30 às 17 h, portando cópia de um documento de identidade, CPF, comprovante de residência e uma foto 3×4, seu e da outra pessoa responsável, além de cópia de um documento de identidade de cada um dos participantes do grupo, para preencher um cadastro que habilita a equipe a pleitear às terças-feiras, das 10 às 17 h, um horário durante a semana para o jogo. Cumpridas algumas exigências, o requerente recebe uma cópia da autorização com o horário concedido e as normas para utilização dos campos.

foto120

A Administração do Parque fica na Praia do Flamengo, s/n (em frente ao nº 100), dentro do Recreio Infantil Lotta Macedo Soares, no Pavilhão Japonês.

A autorização para utilização dos campos de pelada é GRÁTIS e INTRANSFERÍVEL.

Normas para utilização

•  A autorização para uso do campo é pelo prazo de duas horas.
•  É proibido o uso de chuteiras com travamento.
•  É proibido na área dos campos, o fumo de qualquer espécie, comer,     beber, manter animais ou bicicletas.
•  Não é permitida a permanência nos campos de pessoas que não estejam jogando.
•  Não é permitido churrasqueiras e assemelhados nos campos ou no seu entorno.

Ajude a preservar os Campos de Pelada.
Você também é fiscal!

 


Referências

Periódicos

Pelé chutou a bola da Copa e a achou boa para marcar gols. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 12/11/1961, pag. 19.

Atêrro terá oito campos em janeiro. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 19/11/1964, pag. 17.

Iluminação para jogo é antecipada. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 20/04/1966, pag. 5.

Passo cede juiz para final. Jornal dos Sports, Rio de Janeiro, 11/04/1966, pag. 7.

Campos de “Pelada” terão arquibancada. Diário de Notícias, Rio de Janeiro, 12/11/1966, pag. 11.

Parque do Flamengo terá arquibancadas. Jornal dos Sports, Rio de Janeiro, 12/11/1966, pag. 7.

Arquibancadas para o futebol do Atêrro estão sendo construídas. Luta Democrática, rio de Janeiro, 12/11/1966, pag. 8.

Vândalos causaram prejuízos mas obras serão concluídas no prazo. O Jornal, Rio de Janeiro, 04/05/1967, pag. 7.

Certame já conta com adesão de 759 times. Jornal dos Sports, Rio de Janeiro, 19/03/1967, pag. 9.

Direção mantêm as inscrições abertas. Jornal dos Sports, Rio de Janeiro, 25/03/1967, pag. 2.

Pelada é maravilha para homem do Govêrno. Jornal dos Sports, Rio de Janeiro, 11/12/1967, pag. 8.

Por um futebol mais iluminado. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 17/06/1994, pag. 18.

Vereadores abusam de emendas. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 27/11/1998, pag. 20.

Estadista. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 26/08/1999, pag. 8.

Prefeitura do Rio de Janeiro – Aviso de Licitação. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 28/07/1999, pag. 8.

Vereadores abusam de emendas. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 27/11/1998, pag. 20.

WhatsApp chat Clique para WhatsApp