Estação, Pista e Túnel para Trenzinho

O projeto do arquiteto Claudio Marinho de Albuquerque Cavalcanti previa a construção de duas estações para o trenzinho. Elas teriam uma área edificada de 282 m², sendo que desse total, 242 m² seriam de área coberta, reservada ao embarque. Os 40 m² restantes seriam ocupados pelos sanitários para homens, mulheres e crianças, além de um guichê de venda de passagens e local para a cama de um vigia.

A estrutura de quatro apoios e duas vigas calhas sustenta uma cobertura de 346 m². Essa configuração assegura a vista, em vários ângulos, da Baía de Guanabara e dos jardins. Para vencer os balanços de 4,30 m, no sentido transversal das vigas calhas, foram previstas vigas de seção variável: retangular nos extremos, se transformando em triangular, com crescimento em área, à medida que se avizinha dos apoios. Toda a estrutura e alvenarias são de concreto aparente.

Saiba Mais