Fauna do Parque

A fauna do Parque do Flamengo, além dos pássaros, reúne um número considerável de aves. A enorme variedade da vegetação, árvores frutíferas e a proximidade com o mar, são um atrativo para esses animais.

Para quem gosta de observar pássaros é uma boa pedida se aventurar no interior do parque e contemplar sabiás, canário-da-terra, joão-de-barro, galo-da-campina, bico-de-lacre, bem-te-vi, lavadeira-mascarada e muitos outros. Além destes, você ainda encontra aves como o biguá, garça-branca-grande e pequena, socó-dorminhoco, quero-quero, martim-pescador, caturrita, maracanã-pequena, gavião-carijó e, até corujas.

Saiba Mais

Esse oásis, entre as pistas de alta velocidade e o mar, oferece muito mais do que você vê quando passa de carro. Dê uma parada e venha conferir, você vai se surpreender.

Em 2016, a Biovert Florestal e Agrícola LTDA, empresa que tem entre suas especialidades a realização de inventários e manejos de fauna realizou, a pedido do Grupo BR Marinas, um inventário sobre a avifauna do Parque do Flamengo, para subsidiar futuro monitoramento/avaliação de uma nova revitalização da área, atendendo à exigência estabelecida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, como medida compensatória pela concessão da Marina da Glória ao grupo.

Segundo o levantamento da empresa foram encontradas 43 espécies distribuídas em seis ordens e 16 famílias. Os passeriformes são a maioria, com 68,75% das famílias e 68,3% das espécies encontradas. As famílias mais representativas foram Thraupidae, Tyrannidae e Psittacidae, respectivamente 21,9%, 14,6% e 12,2% do total de espécies levantadas.

Foram encontradas espécies endêmicas que constam dos anexos da Convenção sobre o Comércio Inernacional de Espécies da Fauna e Flora Ameaçados de Extinção-CITES. Dentre elas o Cardeal (Paroaria coronata), alvo da cobiça dos traficantes de animais silvestres, devido à beleza de sua plumagem. Espécies exóticas também povoam a área, mas representam menos de 5% do total de espécies. O relatório também aponta a existência de fauna exótica invasora, representada pelos Callithrix jacchus (sagui de tufo-branco) e Felis catus (gato), que representam risco para a avifauna local, já que são predadores.

De acordo com o resultado encontrado a avifauna do Parque do Flamengo está perfeitamente adaptada ao ambiente urbano. As espécies ali encontradas são independentes de ambiente florestal e não são impactadas pela fragmentação e/ou alteração do habitat. Todas são residentes no Brasil, pois não realizam migração intercontinental, não estão ameaçadas, são comuns e de ampla distribuição no município.

Relação da avifauna residente encontrada no Parque do Flamengo:

Ardea alba (garça-branca-grande), Egretta thula (garça-branca-pequena), Nycticorx nycticorx (savacu), Anthracothorax nigricollis (beija-flor-de-veste-presta), Eupetomena macroura (beija-flor-tesoura), Patagioenas picazuro (pombão), Columba livia (pombo-domético), Columbina talpacoti (rolinha-roxa), Euphonia violácea (gaturamo-verdadeiro), Funarius figulus (casaca-de-couro-da-lama), Funarius rufus (joão-de-barro), Progne chalybea (andorinha-doméstica-grande), Stelgidopteryx ruficollis (andorinha-serradora), Gnorimopsar chopi (graúna), Passer domesticus (pardal), Todirostrum cinerum (ferreirinho-relógio), Thamanophilus palliatus (choca-listrada), Coereba flaveola (cambacica), Conirostrum speciosum (figurinha-de-rabo-castanho), Emberizoides herbícola (canário-da-terra), Paroaria coronata (Cardeal), Paroaria dominicana (cardeal-do-nordeste), Sicalis flaveola (canário-da-terra-verdadeiro),Tachyphonus coronatus (tiê-preto), Tangara cayana (saíra-amarela), Tangara sayaca (sanhaçu-cinzento), Tangara palmarum (sanhaçu-do-coqueiro), Troglodytes musculus (corruíra), Turdus amaurochalinus (sabiá-poca), Turdus leucomelas (sabiá-barranco), Turdus rufiventris (sabiá-laranjeira), Pitangus sulphuratus (bem-te-vi), Camptostoma obsoletum (risadinha), Fluvicola nengeta (lavadeira-mascarada), Machetornis rixosa (siuriri-cavaleiro), Myiozetetes similis (bentevisinho-de-penacho-vermelho), Tyrannus melancholicus (suiriri), Picumnus cirratus (pica-pau-anão-barrado), Amazona aestiva (papagaio-verdadeiro), Brotogeris tirica (periquito-rico), Diopsittaca nobilis (maracanã-pequena), Myiopsitta monachus (caturrita), Psittacara leucophthalmus  (periquitão-maracanã)

Vejam no nosso Blog: Perigo – os Saguis chegaram ao Parque.

 

Como Chegar

Esse site é uma iniciativa do Movimento #OCUPAPARQUE mantido pelo Instituto Lotta de Cultura e Recreação.

Aproveite melhor as suas horas de lazer,
vivencie o Parque do Flamengo.

logoocupaparque


Por um parque pra chamar de seu... Participe!

Poste suas fotos do Parque do Flamengo nas redes sociais usando a hashtag #OCUPAPARQUE

WhatsApp WhatsApp