Museu de Arte Moderna-MAM

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro nasceu oficialmente como entidade civil, em 03 de maio de 1948. Instalado provisoriamente em uma das salas do Banco Boavista, foi transferido, em 15 de janeiro de 1952, para o térreo do edifício do Ministério da Educação e Saúde, atual Palácio Gustavo Capanema.

Em novembro de 1952, a Prefeitura do Distrito Federal, doou uma área de 40 mil metros quadrados ao museu. Só que o terreno, na verdade, ainda estava por surgir e, àquela altura, nada mais era que uma porção da Baía de Guanabara à espera da terra provinda do desmonte do morro de Santo Antônio. Foi, portanto, sobre a água que surgiram os primeiros esboços do projeto de autoria de Affonso Eduardo Reidy.

 

Saiba Mais

História

O Presidente da República João Café Filho cravou, em 09 de dezembro de 1953, a estaca fundamental da sede do Museu, dando início à construção do Bloco Escola.
Os jardins de acesso ao corpo baixo do Bloco Escola, do Museu de Arte Moderna e os do terraço foram projetados por Roberto Burle Marx e Fernando Tábora, em 1955. No mesmo ano foi inaugurada a Cinemateca, com sessões no auditório da Associação Brasileira de Imprensa-ABI.

Em 27 de janeiro de 1958, com a presença do presidente Juscelino Kubitschek foi inaugurado o Bloco Escola, que passou a ser a sede do museu. A mostra inaugural apresentou trabalhos do pintor inglês Ben Nicholson e de nove escultores britânicos contemporâneos.

Em julho de 1965, o Museu de Arte Moderna é tombado juntamente com o Parque do Flamengo pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, com o Bloco de Exposições e o Bloco Teatro ainda por acabar.

Em 30 de outubro 1967 foi inaugurado o Bloco de Exposições com uma retrospectiva de Lasar Segall.

Um incêndio de grandes proporções consumiu parte do Bloco de Exposições, na madrugada de 08 de julho de 1978. Em menos de 30 minutos as chamas se espalharam pelos três andares do pavilhão e destruíram quase todo o acervo do museu, incluindo obras de Picasso, Dalí, Matisse, Portinari e Di Cavalcanti, entre outros. Em 1982, após extensos trabalhos de restauração, acontece a reabertura do Bloco de Exposições.

Em 1993, Gilberto Chateaubriand, um dos maiores colecionadores de arte moderna e contemporânea do país deposita, em regime de comodato, sua coleção de cerca de 4.000 obras no Museu.

A terceira parte do projeto de Reidy para o conjunto arquitetônico do Museu, o Teatro, foi inaugurada em 10 de novembro de 2006.

Um ótimo programa é fazer uma visita individual ou em grupo ao MAM, através dos olhos do Núcleo de Educação e Arte do Museu.
A equipe coordenada por Luiz Pizarro propõe atividades pautadas nas exposições, proporcionando uma interação com o museu de forma recreativa, lúdica e pedagógica extraordinária.

Horário de visitação: terça a sexta das 12h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h (a bilheteria fecha 17h30).

Visitas em grupo: de terça a sexta às 13h e 15h (grupos até 40 pessoas). Agendamento: atendimento@mamrio.org.br.

Programa compreendendo de visitas comentadas às exposições, atividades práticas de sensibilização e proposições artístico-educativas. Elaborado para alunos do ensino formal público e privado bem como ongs, fundações e demais instituições e grupos que trabalhem com educação especial e inclusão social.

Visitas em grupo sem agendamento: quarta às 16h. Sábados e domingos às 15h.
Programa elaborado para os visitantes interessados em acompanhamento comentado às exposições do museu.

Programa em família: EU, VOCÊ e o MAM, aos domingos às 14h.

Encontros com arte: quinta das 14h às 16h (quinzenal).
Agendamento: educarte@mamrio.org.br
Encontros elaborados para diretores, coordenadores que propiciam visitas interativas às exposições, principalmente o acervo permanente, ações artístico-educativas e abordagens metodológicas.

Ação e percepção: último sábado do mês ás 16h.
Agendamento: atendimento@mamrio.org.br.
Encontros elaborados visando ampliar a acessibilidade ao museu, constando de visita ao acervo e atividades artístico-educativas.
Todas as atividades do programa de educação e arte do MAM são gratuitas.
Tel: +55 21 3883 5611 atendimento@mamrio.org.br | educarte@mario.org.br.

Maiores informações: www.mamrio.com.br.

Obs: O Museu de Arte Moderna, Teatro e dependências  são o item n° 5 da relação anexa ao Processo n° 748-T-64, de Tombamento do Parque.

Endereço: Av. Infante Dom Henrique 85, Parque do Flamengo, Rio de Janeiro-RJ CEP: 20021-140.
Tel: +55 (21) 3883-5600 / fax: +55 (21) 3883-5612.

Como Chegar

Esse site é uma iniciativa do Movimento #OCUPAPARQUE mantido pelo Instituto Lotta de Cultura e Cidadania.

Aproveite melhor as suas horas de lazer,
vivencie o Parque do Flamengo.

logoocupaparque

Usufrua de benefícios exclusivos aos mantenedores desse Projeto.
Junte-se a nós!
Faça parte dos Amantes do Parque!

Por um parque pra chamar de seu... Participe!

Poste suas fotos do Parque do Flamengo nas redes sociais usando a hashtag #OCUPAPARQUE