Blog

Segurança

Operação Aterro Presente. Implantado novo modelo de policiamento no Parque do Flamengo.

publicado por: Claudio Machado em

branco_50x50

Aterro Presente 026

branco_50x50

Em cerimônia realizada na manhã de ontem (01/12), no Monumento a Estácio de Sá, o governador Luiz Antonio Pezão acompanhou o primeiro dia da Operação Aterro Presente, novo tipo de policiamento implantado no Parque do Flamengo. A ação, uma parceria entre o Governo do Estado e o Sistema Fecomércio-RJ, terá a duração de dois anos.

A iniciativa, inspirada no êxito da Operação Lapa Presente, lançada em janeiro de 2014, contará com um contingente de 164 agentes, que farão o policiamento da área de segunda a sábado, das 6h às 22h, e aos domingos e feriados, das 7h às 19h. Com o apoio de 27 bicicletas, oito motocicletas, quatro viaturas e três vans, as equipes trabalharão em dois turnos de oito horas usando, para melhor identificação, coletes na cor verde. Todas as abordagens serão filmadas, as equipes monitoradas por GPS e balões identificarão a presença da operação. Esses agentes se somarão aos policiais do 2º Batalhão da Polícia Militar que já fazem a segurança da área.

O Aterro Presente tem como meta reduzir os índices de criminalidade, promover o reordenamento urbano e garantir o direito de ir e vir de moradores da área e frequentadores do Parque do Flamengo. Para isso conta com o apoio da Guarda Municipal, das secretarias municipais de Transportes, de Ordem Pública, de Conservação e de Desenvolvimento Social, bem como da Comlurb.

Já no primeiro dia de operação cinco pessoas foram presas por posse e uso de entorpecentes, duas facas e material de caça foram apreendidos, um telefone celular roubado foi recuperado e 59 suspeitos foram conduzidos para a delegacia para averiguações. É esse tipo de atitude proativa que desejamos ver mantida, por parte desses novos agentes, durante todo o tempo de patrulhamento da área.

Sabemos que a presença do policial inibe a ação dos criminosos, mas não adianta contar com um expressivo número de agentes atuando no policiamento, se esses profissionais não estiverem imbuídos do real sentido de sua missão, policiar. Continuamente presenciamos policiais em atitude de total displicência, num animado bate-papo, muitas vezes ao celular. Parece que estão a passear pelo parque, como se naquele período não estivessem em serviço, fossem frequentadores desfrutando de um momento de lazer. Tal comportamento é observado pelas pessoas que, apesar da presença dos agentes da lei, têm a sensação de não estarem sendo devidamente protegidas. Tão importante quanto a quantidade, deve ser a qualidade do policiamento. É isso que o parque e a cidade precisam e merecem ter urgentemente.

Nós cariocas, amantes e frequentadores do parque, devemos colaborar com os policiais fornecendo informações sobre as áreas de maior insegurança, denunciando irregularidades, apresentando sugestões e valorizando seu trabalho mas, também, cobrando deles um maior comprometimento com a prestação de um serviço de qualidade. Aproveitemos a oportunidade e tenhamos igualmente uma atitude proativa. O ganho será de todos.

Disque Aterro Presente: 98496-0114 / [email protected]

branco_50x50

 Aterro Presente 034 Aterro Presente 038

Aterro Presente 015

Aterro Presente 022

Aterro Presente 039

Aterro Presente 050

Aterro Presente 114

Aterro Presente 116

Aterro Presente 143

Aterro Presente 144

WhatsApp chat WhatsApp