Blog

50 anos

Entrega da Medalha Chiquinha Gonzaga

publicado por: Claudio Machado em

branco_50x50

Em cerimônia realizada na Cinemateca do MAM, no dia 17 de outubro de 2015, parte dos eventos em comemoração aos 50 anos do Parque do Flamengo, a presidente do Instituto Lotta, Monica Stearns Morse, filha adotiva de Mary Morse, Elizabeth Bishop e de Carlota de Macedo Soares, recebeu a Medalha Chiquinha Gonzaga, in memoriam, a Lotta de Macedo Soares, das mãos da Vereadora Leila do Flamengo, autora do requerimento à Câmara Municipal.

A Medalha de reconhecimento Chiquinha Gonzaga foi criada pelo Projeto de Resolução 14/1999, da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, e é conferida à personalidades femininas que, reconhecidamente, tenham se destacado em prol das causas democráticas, humanitárias, artísticas e culturais, no âmbito da União, Estados e Municípios.

Prestigiaram à cerimônia Ethel Bauzer Medeiros, responsável pelo projeto de recreação do parque e integrante do Grupo de Trabalho comandado por Lotta, o engenheiro Walter Pinto Costa, superintendente da SURSAN e construtor da Praia de Botafogo e Fernando Murta, presidente da Associação de Amigos do Parque do Flamengo, além do público de amantes e frequentadores do parque.

branco_50x50

NiverPark 285

NiverPark 230

NiverPark 257

NiverPark 276

NiverPark 264

NiverPark 282

NiverPark 283

NiverPark 250

Área de Piquenique Arte e Cultura

Morre Mário Sophia, um eterno defensor do Parque do Flamengo.

publicado por: Fernando Nascimento em

MÁRIO FERREIRA SOPHIA, 77 ANOS

Mario Sophia e Monica Morse no Parque do Flamengo

Mário Sophia reencontrando Monica Morse, filha de Lotta, depois de quase 50 anos.

Faleceu na manhã do dia 25 de junho, aos 77 anos, o arquiteto Mário Ferreira Sophia. O caçula do Grupo de Trabalho para a Urbanização do Aterro. Mário Sophia, era ainda estudante de Arquitetura quando entrou para a equipe de Lotta como Desenhista de Projeto.

Em 1965, assinou seus primeiros projetos, “O Labirinto” e o “Teatro para Brincar”, ambos no Playground do Morro da Viúva, parte do grande projeto arquitetônico de Affonso Eduardo Reidy, seu mestre e amigo.

Sophia nos contou com alegria, grandes histórias do Grupo de Trabalho da Lotta, como Reidy o vez desenhar inúmeras vezes a curvatura da enseada da Glória, ou quando ele foi defendido à palavrões, por Lotta, em uma desavença no “barracão”, com o cineastra Ary Fernandes, diretor do famoso seriado da TV Tupi, “O Vigilante Rodoviário”.

Muito amigo de Roberto Burle Marx, tornou-se um paisagista experiente e respeitado, trabalhou em diversos órgãos da administração municipal e estadual ao longo de 50 anos de carreira. Foi diretor do Departamento de Parques e Jardins, na década de 1980; passou pela Empresa de Obras Públicas do Estado, Riourbe e a antiga Superintendência de Urbanização e Saneamento, onde teve a oportunidade de acompanhar de perto a fase decisiva das obras do Parque do Flamengo, a partir de 1963.

Além da carreira no serviço público, Mário foi professor de paisagismo nas universidades Santa Úrsula e Estácio, durante muitos anos. Manteve também uma carreira paralela como paisagista, sendo autor de diversos projetos, entre os quais o Parque Arruda Câmara, de 1985, conhecido como Bosque da Barra, onde os elementos arquitetônicos são de autoria de Carlos Werneck. Seu trabalho mais recente é o projeto paisagístico do Hotel Grand Hyatt, que será inaugurado na Barra da Tijuca.

Mário Sophia ficava revoltado quando pessoas do próprio meio acadêmico, falavam que o Pavilhão do Playground do Morro da Viúva fora projetado para ser o Museu Carmem Miranda. Expressava profunda admiração quando falava do seu companheiro do Grupo de Trabalho e seu assessor no Departamento de Parques e Jardins, Carlos Werneck.

Em nossa última conversa estava querendo visitar os amigos Júlio César Pessolani Zavala (arquiteto e ex-sócio do Escritório Burle Marx) e Ethel Bauzer Medeiros (responsável pela programação original do Parque do Flamengo).

Mário Sophia foi nosso convidado especial na comemoração do 48º aniversário do Parque do Flamengo, recebendo do Instituto Lotta o Troféu de Realizador e o Título de Presidente de Honra da instituição.

O Parque do Flamengo fica mais triste sem a alegria contagiante do Mestre e Amigo Mário Sophia. Nossas condolências aos seus familiares e amigos, em especial a viúva, aos três filhos e aos netos a quem ele tanto amava.

1-DSCN9271

1-DSCN9224

WhatsApp WhatsApp