Blog

50 anos

Entrega da Medalha Chiquinha Gonzaga

publicado por: Claudio Machado em

branco_50x50

Em cerimônia realizada na Cinemateca do MAM, no dia 17 de outubro de 2015, parte dos eventos em comemoração aos 50 anos do Parque do Flamengo, a presidente do Instituto Lotta, Monica Stearns Morse, filha adotiva de Mary Morse, Elizabeth Bishop e de Carlota de Macedo Soares, recebeu a Medalha Chiquinha Gonzaga, in memoriam, a Lotta de Macedo Soares, das mãos da Vereadora Leila do Flamengo, autora do requerimento à Câmara Municipal.

A Medalha de reconhecimento Chiquinha Gonzaga foi criada pelo Projeto de Resolução 14/1999, da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, e é conferida à personalidades femininas que, reconhecidamente, tenham se destacado em prol das causas democráticas, humanitárias, artísticas e culturais, no âmbito da União, Estados e Municípios.

Prestigiaram à cerimônia Ethel Bauzer Medeiros, responsável pelo projeto de recreação do parque e integrante do Grupo de Trabalho comandado por Lotta, o engenheiro Walter Pinto Costa, superintendente da SURSAN e construtor da Praia de Botafogo e Fernando Murta, presidente da Associação de Amigos do Parque do Flamengo, além do público de amantes e frequentadores do parque.

branco_50x50

NiverPark 285

NiverPark 230

NiverPark 257

NiverPark 276

NiverPark 264

NiverPark 282

NiverPark 283

NiverPark 250

Sábado(17) 50 Anos do Parque – Prepare-se para uma conversa sobre os 50 anos do Parque do Flamengo, na Cinemateca.

publicado por: Fernando Nascimento em

Parque do Flamengo

conversa sobre os seus 50 anos


No dia 17 de outubro, às 19 horas, venha saber um pouco mais sobre um cinquentão bonito e charmoso, cortejado por milhares de cariocas. Venha ouvir alguns dos responsáveis por sua existência. Venha comemorar o aniversário do Parque do Flamengo na Cinemateca do MAM.

Numa conversa com Ethel Bauzer Medeiros, responsável pelo projeto de recreação do parque e integrante do Grupo de Trabalho comandado por Lotta. Com o engenheiro Walter Pinto Costa, superintendente da SURSAN e construtor da Praia de Botafogo; e com Sebastião Lacerda, Assessor de Gabinete e filho do governador Carlos Lacerda, testemunha ocular da construção, você vai descobrir porque esse é um parque para chamar de seu.

Como mediadores, Mônica Morse, filha de Lotta de Macedo Soares, Mary Morse e Elizabeth Bishop, atual presidente do  Instituto Lotta e Fernando Murta, presidente da Associação de Amigos do Parque do Flamengo.  

branco_50x50

Saiba mais sobre o Elemento Arquitetônico
Museu de Arte Moderna

branco_50x50

Aproveite melhor as suas horas de lazer,
vivencie o
Parque do Flamengo.

logoocupaparque

Por um parque pra chamar de seu…
Participe!

branco_50x50

Veja o vídeo do jornal O Globo
Lotta, a mulher que mudou o conceito do Parque do Flamengo

branco_50x50

monica_morse_e_ethel_bauzerMonica Morse e Ethel Bauzer

walter_pinto_costaWalter Pinto Costa e José Carlos Barbosa

sebastiao-lacerda-e-petty-azeredoSebastião Lacerda e Petty Azeredo

Fernando_Murta_e_Fernando_Nascimento_20Fernando Murta e Fernando Nascimento

Opinião

CARTA ABERTA SOBRE A REVITALIZAÇÃO DA MARINA

publicado por: admin em


por Monica Stearns Morse
Presidente do Instituto Lotta de Cultura e Arte-Educação
filha de Maria Carlota Costallat de Macedo Soares

Queridos Amigos e Amigas,

O Instituto Lotta, tem acompanhado de perto as notícias sobre a reforma da Marina da Glória – estamos sempre atentos a tudo que tem relação com o Parque do Flamengo. Quando soubemos que uma nova empresa assumiria a gestão do espaço e a responsabilidade sobre as obras, veio-nos um misto de preocupação e esperança. Preocupação, pois já vimos uma série de projetos para a Marina, alguns com propostas interessantes, outros preocupantes, que não foram adiante principalmente pela ausência de uma visão geral que enxergasse o equipamento como parte importante a ser integrada ao Parque do Flamengo. Esperança, pois era a primeira vez que havia um balizamento por critérios urbanísticos chancelados por diferentes entidades com gabarito e competência para dar direção e parâmetro ao projeto. Uma chance de revitalização do Parque, tendo a obra da Marina da Glória como ponto de partida. Por conta disso, felizmente, constatamos que o projeto do Grupo BR Marinas estava no hall da esperança.

Fizemos contato com o novo concessionário e ficamos felizes ao saber que, além das premissas corretas para as intervenções, a proposta paisagística, a cargo do Escritório Burle Marx, estava em acordo com o projeto de ajardinamento feito originalmente para o Parque. Outra preocupação, a ambiental, também foi dirimida por conhecermos o trabalho da empresa de engenharia ambiental que está por trás da execução do projeto, a Biovert, com técnicos comprometidos com a introdução de espécimes locais na nova Marina.

Acreditamos que a Marina da Glória ficará muito bonita e bem mais integrada com o Parque do Flamengo, como era desejo de minha mãe Lotta Macedo Soares. Mas, ainda, nossa principal esperança de recuperação do Parque está no bom uso da compensação ambiental imposta à BR Marinas por parte do Poder Público concedente – por conta da obra e da retiradas de vegetação, a empresa terá que plantar mais de 3 mil árvores na cidade, em área determinada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Seria importantíssimo que toda compensação seja aplicada no próprio Parque.

Sabemos que o espaço não comporta todas as árvores que devem ser plantadas pela empresa – mesmo levando em consideração a necessidade de substituição de muitas plantas que não são do bioma local por espécimes da mata atlântica. Mas também sabemos que o plantio pode ser trocado por investimentos no Parque. Ou seja, esta seria a possibilidade de recuperar equipamentos como o Bosque dos Piqueniques, o Tanque de Modelismo Naval, os Trenzinhos, a Escolinha de Trânsito e tantos outros necessários a boa utilização do Parque do Flamengo.

Afinal, acreditamos que a recuperação da vocação inicial do Parque, conforme originalmente pensado pela especialista em recreação, professora Ethel Bauzer Medeiros, só virá através da ocupação do espaço pela população e a revitalização da área da Marina deve dar início a essa idéia. E é isso que desejamos: um Parque que as pessoas queiram frequentar, utilizando suas horas de lazer em recreação ativa.

Saiba mais sobre a nova Marina da Glória em http://www.parquedoflamengo.com.br/equipamentos/a-nova-marina-da-gloria/

WhatsApp chat WhatsApp